O SINDJUD-PE vem a público repudiar a declaração do ministro Paulo Guedes que diz que o servidor público ” não vai ficar em casa trancado com a geladeira cheia assistindo à crise enquanto milhões de brasileiros estão perdendo empregos”.

Os servidores públicos brasileiros estão em casa por determinação da própria administração pública, a qual, em vários setores, se orienta pelas determinações da Organização Mundial da saúde. Os estudos comprovam que a melhor forma de combater a pandemia de COVID-19 é o isolamento social. É importante ressaltar que a grande maioria dos servidores está exercendo suas atribuições na modalidade teletrabalho. A produtividade aumentou nesse período de pandemia. Os servidores públicos são quem exercem atividades essenciais e, para tanto, muitas vezes tem se arriscado para garantir os direitos da população. Registre-se também que vários órgãos públicos já efetivaram cortes, muitas vezes injustos e desproporcionais como o TJPE, na remuneração de seus servidores.

O ministro da economia já agrediu os servidores quando acusou os trabalhadores públicos de parasitas. Agora, ao que parece, quer que os servidores públicos passem fome. Os servidores públicos deste país exigem respeito por parte do ministro ou de qualquer outra autoridade que venha a extrapolar suas atribuições e fale inverdades contra aqueles que exercem suas atribuições com responsabilidade e dignidade.

SINDJUD-PE
Gestão Fortalecer e Avançar