Nesta terça feira, 11 de fevereiro, foi realizada a reunião de apresentação da diretoria do SINDJUD-PE com o novo Presidente do TJPE, Des. Fernando Cerqueira.

O SINDJUD-PE foi representado pela Vice Presidente, Mariana Figueiroa; o Secretário Geral, Giuseppe Mascena; acompanhados pelo representante da FENAJUD (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados), Bernardino Fonseca, enquanto que o Presidente do TJPE, Des. Fernando Cerqueira, foi acompanhado por grande parte de sua assessoria. O presidente do sindicato, Alcides Campelo, teve que sair antes, devido ao atraso do início da reunião em 1h e meia.

De início, foi entregue a carta aberta à nova mesa diretora (leia aqui), que, além dessa carta, anexamos algumas reportagens sobre políticas relacionadas à diminuição da jornada de trabalho, voltado à qualidade de vida dos trabalhadores sem comprometer um Tribunal de Justiça célere.

Dentre os documentos entregues, algumas reportagens sobre a diminuição da jornada de trabalho, dentre elas uma experiência na Finlândia, onde a jornada de trabalho reduzida para 6 horas por 4 dias da semana; todas as experiências tiveram aumento da produtividade e da satisfação dos funcionários e gestores.

Em seguida, o Presidente do TJPE, arguido pelo SINDJUD sobre o que tinha de projetos para os servidores, respondeu devolvendo a pergunta ao sindicato. O que foi respondido por Mariana e Giuseppe, sob os olhares atentos da assessoria do TJPE e do representante da FENAJUD. Foram mencionados alguns pontos importante da pauta 2019/2020, como a “folga de plantão em dobro”, o “parcelamento das perdas salariais dos últimos anos”, a implementação da “política de remoção” através de uma resolução, “substituição remunerada de qualquer função gratificada de 1º grau” independentemente da quantidade de dias de substituição, criação do “auxílio tecnologia” para os servidores e as servidoras que entram em teletrabalho, em virtude da perda do auxílio transporte, entre outras.

O SINDJUD aproveitou o momento para anunciar sobre o início das assembleias regionais e descentralizadas da categoria para a construção da pauta de reivindicações para ser levada para a mesa de negociações da data base, em maio de 2020.

Essa foi a primeira conversa para que possamos melhorar a remuneração e as condições de vida e trabalho dos servidores e servidoras, pois o TJPE presta um importante e fundamental serviço voltado para a garantia de direitos e de promoção da justiça aos cidadãos e cidadãs, e isso existe pelo trabalho abnegado e comprometido destes servidores e servidoras.

* A presidência do TJPE não autorizou registro de imagens da reunião. As fotos são do momento de espera.