Mesmo em um mês com muitos servidores de férias, a mobilização pelas redes sociais e no corpo a corpo, realizado pelo Sindjud surtiu efeito e tivemos uma assembleia massiva e forte, que decidiu encaminhar proposta para o fechamento da mesa de negociação de 2019.

A assembleia foi realizada no Hall Monumental com a escadaria repleta de servidores, na sua maioria, vestidos de preto, simbolizando a revolta e o luto diante do silêncio da atual gestão do TJPE, que se sentou à mesa de negociações, ouviu, ponderou, lamentou muito pela “falta de orçamento e recursos”, e, no final do ano passado apareceu orçamento e recursos para atender uma parcela dos magistrados, mesmo sem autorização do CNJ. E quanto as nossas negociações, ficaram povoando as gavetas do esquecimento.

A mobilização durante toda a semana com os diretores do Sindjud foi um bom momento de diálogo com os colegas servidores, pois permitiu a troca de informações e o esclarecimento sobre as dificuldades provocadas pela atual gestão do TJPE em concretizar as negociações.

Estiveram presentes, servidores e servidoras de Garanhuns, Serra Talhada, Bezerros, Arcoverde, Lagoa de Itaenga, Glória do Goitá, Goiana, Paudalho, Brejo da Madre de Deus, Canhotinho, Pesqueira, de toda a região metropolitana do Recife, dentre outras, além de aposentados, do tele trabalho, alguns que estavam de férias, mas todos com uma disposição extraordinária de lutar pelos nossos direitos e para fortalecer a nossa dignidade.

Após ouvir os diretores do Sindjud e os servidores e servidoras que se manifestaram durante a assembleia, foi aprovada por aclamação a proposta de paralisações nos dias 29 e 31 de janeiro findo, caso o TJPE não apresente uma proposta de fechamento do acordo da mesa de negociação de 2019.

Ficou definido o seguinte:

Dia 20.01 – será protocolada junto ao TJPE, nossa proposta;

Dia 24.01 – Resposta do TJPE ao Sindjud, que comunicará à categoria se terá ou não paralisação;

Dia 29.01 – Nova Assembleia no Fórum Rodolfo Aureliano, podendo ser com paralisação, dependendo da resposta do TJPE às nossas reivindicações;

Dia 31.01 – Dependendo das respostas do TJPE, poderá ser realizado um grande evento do “Bota Fora” da Gestão que está encerrando o mandato.

Por isso é fundamental que fiquemos antenados e acompanhando o Sindjud nas redes sociais para poder manter a mobilização permanente até conseguirmos atender nossas reivindicações.

O tempo é de lutar por nossos direitos e garantir melhores condições de vida e trabalho.

Lutamos por justiça, nenhum direito a menos!

SINDJUD-PE
Gestão Fortalecer e Avançar!

Confira na íntegra a ata e ofício enviado ao TJPE, clicando nos links abaixo.

Ata da Assembleia
Ofício nº 01/2020