Foi publicado no DJE edição n° 104/2019, de 05.06.2019, páginas 17 e 18, o Projeto de Lei Ordinária com o reajuste de 1.2% retroativo a maio e 2% a partir de setembro, percentuais que serão incorporados aos próximos orçamentos. Eles foram indicados como uma possibilidade para o ano de 2019, dependendo de vários condicionantes, o que fez com que fossem por nós chamados de “se”.

O SINDJUD-PE cobrou ao TJPE em diversas oportunidades a aplicação dos “se” e conseguiu abrir a mesa de negociação ainda em abril, antes do mês da data-base, que já na primeira reunião indicou pelo retorno do pagamento da substituição em caso de férias e licenças para assessores do primeiro grau e a reapresentação ao pleno da proposta de duas folgas por plantão, bem como da ampliação do prazo de 3 para 5 dias de abono para licença médica. Esses dois itens dependem agora da tramitação para ser apreciado novamente pelo Pleno do TJPE.

O Sindicato passou em várias comarcas mobilizando pela campanha salarial e realizou a última assembleia em Caruaru, até o momento a assembleia mais representativa de todas. Repetimos a todo instante: a luta não acaba com os “se”. Agora que o Projeto de Lei finalmente foi publicado, nossas forças devem se voltar agora para os outros itens da pauta de reivindicações de impacto orçamentário. Afinal, o orçamento é fechado em julho. Até lá precisamos continuar atentos e fortes para assegurar os demais pontos importantes. Portanto, a campanha salarial continua a todo vapor. A próxima assembleia será definida pela diretoria após a terceira mesa de negociação com o TJPE.

Por fim, é simbólico que no dia de nossas paralisações tenha sido publicado o Projeto de Lei. É o exemplo concreto de com a luta se conquista. Só com determinação, união, foco e clareza do que se quer que podemos avançar cada vez mais. Por isso, servidor/a, não é hora de parar, mas sim de fortalecer e avançar!

Essa conquista é nossa! Ainda há mais o que conquistar!

SINDJUD-PE fortalecer e avançar!